Carolina, Carolinda, Carol, Cacá

Experiências, aprendizados e partilhas de uma mãe.

Porque decidi escrever

  • A Carolina estava com 5 anos (2018). Desde os seus 2 anos, que tenho vontade de escrever e partilhar a nossa experiência e a sua evolução. Mas a falta de tempo, a falta de vontade ou até mesmo a falta de coragem me fizeram adiar... até hoje (Junho 2018).  
  • Aprendi ao longo dos últimos meses que a minha experiência e partilha de informação tem ajudado e apoiado outras mães em terras Brasileiras e Portuguesas, por isso decidi escrever.
  • Após ter lido um texto que fala da solidão de mães especiais, enfim tomei coragem de publicar este blog.

Espero de alguma forma contribuir, para que os dias de todas as mães, com crianças mais do que especiais, sejam mais leves e menos solitário.

ATENÇÃO: No Menu deste blog encontram-se vários temas (ex: Início, Diário, 2021, Testemunhos, Inclusão, Família, Médicos, Contatos) e em alguns deles existem subtemas (exemplo testemunhos, médicos e família). 


Em Maio de 2021, fui convidada pelo Mulher.com para uma entrevista de homenagem ao dia das mães. Entre no link e conheça um pouco mais da nossa história de amor e vitórias.

Vídeo - Entrevista 


Diário, testemunhos e vivências...

A importância de começar logo!

A intervenção médica, as terapias e a escola precocemente se revelaram fundamentais para o desenvolvimento motor e cognitivo da Carolina e para o controle das crises de epilepsia.

E claro... o nosso amor, a fé, a família, amigos e a garra da Carolina.

Navegue pelo blog e descubra mais.

Aproveite e envie o seu testemunho em contatos e faça parte desta rede.

Nosso instagram: @guerreiracarolina 

(Se está acessando pelo celular, veja que existe um menu no topo direito com mais conteúdo)

"Sem diagnóstico fechado, mas evoluindo e aprendendo com os altos e baixos."

... Após a morte súbita do meu querido pai em Portugal, senti pela primeira vez na minha vida, que queria ser mãe. 

Eu que jamais tinha pensado em maternidade... vivia para o trabalho, viagens e surfar.

Após decidir mudar de vida e de país (regressar ao Brasil), fizemos, eu e o Cesar, uma viagem para esquiar na Suíça. Algumas quedas... me levaram a sentir um mal-estar estranho... mas como a minha saúde nos últimos 10 anos tinha sido uma caixa de pandora sem respostas, achamos que seria mais do mesmo.

Porém uns dias depois acordei no susto, na minha casa em Lisboa, no meio dos caixotes de mudanças e tive a certeza: Estou Grávida!! 

E não é que estava mesmo? Era o dia mais feliz da minha vida (até aí).

Espero neste blog e nos seus diversos temas (existentes no menu), contar um pouco dos anos seguintes... o que aprendi com a Carolina, como mudei e o quanto com a ajuda e orientação médica correta, podemos seguir em frente nessa caminhada tão difícil em alguns momentos.

Música " Gente da minha terra"